Guia para uma viagem perfeita a Machu Picchu!

“A cidade perdida dos Incas” – Machu Picchu

A cidade pré-colombiana de Machu Picchu, também conhecida como a “cidade perdida dos Incas” está localizada a 2400 metros de altitude, no vale do rio Urubamba, no Perú. Dista um pouco mais de 110 quilômetros da cidade de Cusco.

Em 07 de julho de 2007 Machu Picchu foi eleita como uma das sete maravilhas do mundo moderno, uma iniciativa privada de New Open World Corporation.

Machu Picchu é um dos principais destinos turísticos da América do Sul e o principal do Peru, com 600.000 visitas anuais, segundo MINCETUR. Um dos destinos mais desejados pelos viajantes de todo o mundo, por sua beleza estonteante, fascinando a todos que passam por lá.

 

Guia para uma viagem perfeita a Machu Picchu

1- Visto para o Perú:

Cidadãos de países Latino-Americanos, Norte-Americanos ou Europeus não necessitam retirar qualquer tipo de visto. Apenas com o passaporte já se pode ingressar no país. Cidadãos do Mercosul podem entrar no Perú apenas com o seu documento de identidade.

Menores de idade poderão viajar apenas em companhia de seus pais. Se você pretende viajar com seus filhos, não esqueça de levar a certidão de nascimento.

2- Vacinas

Nenhuma vacina é obrigatória, mas o Ministério da Saúde do Perú recomenda vacinar-se contra a febre amarela para ir à certas regiões de selva do país. A vacinação é gratuita em diversos países, entre eles, o Brasil.

3- Hospedagem

O Peru é um dos países mais baratos da América do Sul, além de ser um dos principais destinos turísticos. Possui uma grande oferta de hotéis e hostels para os mais variados bolsos e gostos. Confira algumas opções de roteiros aqui.

4- Clima e ambiente

Em regra, o tempo é quente e úmido durante o dia e fresco durante a noite. A temperatura oscila entre 12° e 24°. Entre os meses de novembro e março a chuva é muito propensa, alternando rapidamente com o sol.

5- Caminho Inca

Fazer o Caminho Inca não é obrigatório para chegar a Machu Picchu, existem outras alternativas, como trekkings. Os trekkings podem durar de dois a quatro dias, sendo indispensável uma ótima condição física pela altitude. A caminhada termina em uma das entradas a Machu Picchu (Intipunku). É interessante fazer uma reserva com antecedência, pois a entrada é reduzida a pequenos grupos de visitantes.

Trekking em Machu Picchu

6- Alternativas para chegar a Machu Picchu.

Existem duas excelentes maneiras para chegar a “cidade perdida dos Incas” por conta própria, todas cheias de natureza e belas paisagens:

– Via trem, desde Cusco ou Ollantaytambo através da PeruRail ou IncaRail.

ou

-Rota Cusco > Santa María > Santa Teresa > Aguas Calientes. A preferida dos mochileiros que buscam fazer um tour maior e mais econômico, realizando grandes caminhadas, aproveitando as paisagens da região.

7- Descontos

Se você é estudante, uma boa pedida é adquirir a carteirinha ISIC (International Student Identity Card). Com ela você consegue descontos em hostels e um desconto de 50% no ticket de entrada para Machu Picchu, além de diversos descontos em outros pontos turísticos da cidade.

Dicas Explora Viagens:

Antigamente com apenas uma entrada você poderia visitar todo o complexo de Machu Picchu, contudo, agora as visitas são divididas por seções. Se você quiser subir a montanha Huayna Picchu, deverá fazer uma reserva com antecedência e chegar antes das 12h, o mesmo procedimento serve para a montanha Machu Picchu.

Você poderá subir as ruínas de Macchu Picchu (desde Águas Calientes) de duas formas: a pé (não recomendado para pessoas com pouca resistência física ou que também queiram subir a montanha de Huayna Picchu) ou de ônibus.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *